Avô Varejeira




















Sáb. 04 de Outubro
Punk
Café-Concerto
Início 23.00h
Entrada 3€

Fundados em 1989, reza a lenda que depois de um dos seus membros ter comprado um estranho instrumento intitulado Electric Guitar, os corajosos desbravadores de ruínas sónicas (a saber, Didónio na guitarra, Duarte na bateria, Marquês na voz e Mourato no baixo), começaram numa garagem familiar a mudar o destino da música e os seus próprios destinos…
Do nome inicial de Sulfamidas, evoluíram para o mais ecologicamente e politicamente incorrecto Avô Varejeira, criadores não só de graffitis radicais mas também de música de qualidade e com uma notória carga social, que apesar da tenra idade dos seus membros já exprimia preocupações como a dos preços dos combustíveis: (“Eu tenho uma moto da marca Famel/ Agora pra pagar só me falta é o papel”…), revolucionárias para a altura, e que só têm paralelo com a Queda do Muro de Berlim.
Como todas as revoluções, a dos adolescentes Avô Varejeira terminou em 1992, depois de actuações inesquecíveis em diversos bares icónicos da cidade, como o Alentejo, e em diversos e triunfais Festivais “Hardcore” na saudosa discoteca Pacífico, além de digressões (curtas) pela Escola C+S de Estremoz e pela Escola Secundária de S. Lourenço (disponível em DVD numa edição limitada).
Tal como referia uma célebre personagem cinematográfica, o Centro de Artes de Portalegre fez aos Avô Varejeira “um convite que não podiam recusar”…
E assim, 16 anos depois, os filhos pródigos voltam a encher de temor e de prazer os corações das jovens fãs portalegrenses!

1 comentários:

Anónimo disse...

São os "maiores"....
a Quina das Beatas vai rebentar!!!


FORÇA VAREJEIRAS